.

Acessibilidade

Aumentar Fonte
.
Diminuir Fonte
.
Fonte Normal
.
Alto Contraste
.
Libras
.
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Mapa do Site
.
Acesso à informação
.

Horário de Atendimento ao público:  08:00 as 11:30 e 13:30 as 17:30

Idioma

Português

English

Español

Francese

Deutsch

Italiano

Meio Ambiente e Agricultura - Sexta-feira, 29 de Outubro de 2021

Buscar Notícia

Notícias por Categoria

Agricultores podem colher trigo na reserva indígena, diz juíza

Agricultores podem colher trigo na reserva indígena, diz juíza


Agricultores podem colher trigo na reserva indígena, diz juíza

Prefeitos de Miraguai, Redentora e Tenente Portela participaram de uma live na terça-feira, 26, com a Juíza Federal da Primeira Vara Federal de Palmeira das Missões.

A doutora Ana Raquel Pinto de Lima conduz a ação civil pública que busca identificar todos os agricultores brancos que moram ou usam a Terra Indígena do Guarita para plantio.

Diante da presença de equipes da Força Nacional de Segurança Pública, tropa de elite designada pelo governo federal para fazer a escolta de fiscais da Fundação Nacional do Índio (Funai) no rastreamento de casos de arrendamento ilegal das terras caingangues, os agricultores brancos, interromperam a colheita do trigo temendo represálias.

Diante do fato, o Prefeito de Miraguai, Valdelirio Preto da Silva (Pretinho) vinha sendo procurado por agricultores e indígenas que buscavam uma solução para colheita da cultura nas terras indígenas.

Pretinho, reuniu em Miraguaí, os prefeitos de Redentora, Nilson Paulo Costa e de Tenente Portela, Rosemar Sala na segunda-feira, 25 e nesta terça-feira, 26, foi realizada uma live na prefeitura de Miraguaí com a participação da Juíza Federal Ana Raquel Pinto de Lima.

De acordo com informações dos prefeitos de Miraguaí e Redentora ficou esclarecido que no processo movido pelo Ministério Público Federal (MPF), já foram identificados 196 agricultores, mas a lista é antiga, tem mais de 20 anos. A Funai alegou falta de segurança para atualizar os cadastros, pelo seu reduzido quadro de servidores e por temer hostilidades dos índios, para quem a ajuda financeira dos brancos na época de plantio é fundamental para a renda anual. Um total de 12 militares foi deslocado para a Guarita para ajudar quatro fiscais da Funai a refazerem o cadastramento dos ocupantes ilegais da área indígena, de suas máquinas e implementos agrícolas.

De acordo com o que foi questionado pelos prefeitos a Juíza Federal informou que em nenhum momento a sua decisão impede a colheita do trigo, que o trabalho da Funai se restringe a identificação dos agricultores, não podendo inclusive, segundo o que foi relato aos prefeitos ocorrer nenhum tipo de represália aos produtores rurais que estão com parcerias com a comunidade da Terra Indígena do Guarita.

Rádio Planeta FM – 102

 

261 Visualizações

Notícias relacionadas

Voltar para a listagem de notícias

.
.

Calendário de eventos

.
.

Acompanhe-nos

.
.

Prefeitura Municipal de Miraguaí - RS.
Usamos cookies para melhorar a sua navegação. Ao continuar você concorda com nossa Política de Cookies e Políticas de Privacidade.