Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação
Libras
Mapa do Site

Miraguaí, quarta-feira, 01 de fevereiro de 2023 Telefone (55) 3554-2300

Atendimento Atendimento: Horário de Atendimento ao público:  08:00 as 11:30 e 13:30 as 17:30

Quar
01/02
Chuva
Máx 25 °C
Min 20 °C
Índice UV
14.0
Quin
02/02
Chuva
Máx 24 °C
Min 19 °C
Índice UV
14.0
Sext
03/02
Chuva
Máx 23 °C
Min 20 °C
Índice UV
14.0
Sáb
04/02
Chuva
Máx 24 °C
Min 20 °C
Índice UV
14.0

COVID-19

O que é coronavírus? (COVID-19)

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19.

Após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19).


Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.


A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

CORONAVÍRUS: A MELHOR PROTEÇÃO É A PREVENÇÃO

O que você precisa saber e fazer:

CORONAVÍRUS

COVID-19

VACINÔMETRO

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 16 de Novembro ÀS 14H 58MIN 09S - ENVIADO POR: Admsite

DOSES
RECEBIDAS
7724

Ajuda

DOSES
APLICADAS
7271

Ajuda

1ª DOSE
3925

Ajuda

2ª DOSE
3187

Ajuda

3ª DOSE
0

Ajuda

DOSE
ÚNICA
159

Ajuda

LABORATÓRIO

POR GRUPO PRIORITÁRIO

Informações Adicionais

Informações sobre as vacinas utilizadas

Seguem as características das vacinas utilizadas até o momento em âmbito nacional, com o respectivo descritivo elaborado pelo Programa Nacional de Imunizações, através do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra Covid-19, que é referência para consultoria sobre as características dos produtos. Acrescidos a essas informações, estão recortes das bulas dos produtos. Vale ressaltar, que todos os produtos até então aprovados pela ANVISA apresentam os requisitos mínimos para utilização na vacinação contra COVID-19, demonstrando-se seguros, eficazes e benéficos à saúde humana:

 

1) Vacina adsorvida covid-19 (inativada) – Sinovac / Instituto Butantan

É uma vacina contendo antígeno do vírus inativado SARS-CoV-2. Os estudos de soroconversão da vacina adsorvida covid-19 (Inativada), demonstraram resultados superiores a 92% nos participantes que tomaram as duas doses da vacina no intervalo de 14 dias e mais do que 97% em participantes que tomaram as duas doses da vacina no intervalo de 28 dias. A eficácia desta vacina foi demonstrada em um esquema contendo 2 doses com intervalo de 2 a 4 semanas. Para prevenção de casos sintomáticos de covid19 que precisaram de assistência ambulatorial ou hospitalar a eficácia foi de 77,96%. Não ocorreram casos graves nos indivíduos vacinados, contra 7 casos graves no grupo placebo. Este é um produto para pessoas com mais de 18 anos, utilizado por aplicação Intra-muscular, com volume de dose de 0,5ml, intervalo adotado de 28 dias, conservação entre 2ºC e 8ºC, com validade rotulada ou de 8 horas após a abertura do frasco.

 

A pessoa vacinada expõe-se aos riscos dos eventos adversos do produto, podendo esses serem consultados na bula do mesmo como os demais medicamentos e vacinas em uso no país (https://images.jota.info/wp-content/uploads/2021/01/bula-ps-vacina-adsorvida-covid-19-inativada.pdf). O benefício da vacinação é a soroconversão para aquisição de imunidade contra Covid-19, conforme o descritivo do estudo realizado, mencionado anteriormente.

 

2) Vacina covid-19 (recombinante) – AstraZeneca/Fiocruz

A vacina covid-19 (recombinante) desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca/Universidade de Oxford em parceria com a Fiocruz é uma vacina contendo dose de 0,5 mL contém 10 × 1010 partículas virais (pv) do vetor adenovírus recombinante de chimpanzé, deficiente para replicação (ChAdOx1), que expressa a glicoproteína SARS-CoV-2 Spike (S). Produzido em células renais embrionárias humanas (HEK) 293 geneticamente modificadas. Os estudos de soroconversão da vacina covid-19 (recombinante) demonstraram resultados em ≥ 98% dos indivíduos em 28 dias após a primeira dose e > 99% em 28 dias após a segunda dose. A eficácia desta vacina foi demonstrada em um esquema contendo 2 doses com intervalo de 12 semanas. Os indivíduos que tinham uma ou mais comorbidades tiveram uma eficácia da vacina de 73,43%, respectivamente, foi similar à eficácia da vacina observada na população geral. Este é um produto para pessoas com mais de 18 anos, utilizado por aplicação Intra-muscular, com volume de dose de 0,5ml, intervalo adotado de 12 semanas em nível nacional (10 semanas no estado do Rio Grande do Sul a partir de 14/07/2021), conservação entre 2ºC e 8ºC, com validade rotulada ou de 6 horas após a abertura do frasco de 10 doses ou 48 horas após abertura do frasco de 5 doses.

 

A pessoa vacinada expõe-se aos riscos dos eventos adversos do produto, podendo esses serem consultados na bula do mesmo, como os demais medicamentos e vacinas em uso no país (https://www.bio.fiocruz.br/images/bula-vacina-covid-19-recombinante-vp-002-27-01-2021.pdf). O benefício da vacinação é a soroconversão para aquisição de imunidade contra Covid-19, conforme o descritivo do estudo realizado, mencionado anteriormente.

 

3) Vacina covid-19 (RNAm) (Comirnaty) – Pfizer/Wyeth

A vacina COVID-19 (RNA mensageiro) desenvolvida pelo laboratório Pfizer/BioNTech é registrada no Brasil pela farmacêutica Wyeth. Cada dose de 0,3mL 23 contém 30 µg de RNAm que codifica a proteína S (spike) do SARS-CoV-2. A vacina na apresentação de frasco multidose deve ser diluída com 1,8mL de solução de cloreto de sódio 0,9% (soro fisiológico 0,9%). Após a diluição, o frasco contém 2,25ml. A vacina é distribuída em frascos multidose, contendo 6 doses em cada frasco, sendo necessária a diluição do princípio ativo com 1,8mL de solução de cloreto de sódio 0,9% (soro fisiológico), de tal forma que cada dose utilizada será de 0,3mL. A vacina deve ser administrada por via intramuscular em esquema de duas doses. O intervalo descrito em bula é de três semanas ou mais entre as doses. A eficácia vacinal geral, em estudos de fase 3, que incluíram 43.548 participantes, avaliando-se covid-19 sintomática confirmada por RT-PCR com início após 7 dias da segunda dose, foi de 95,0% (90,0%–97,9%), tendo sido semelhante nas diferentes faixas etárias. Reanalisando dados desses estudos, a eficácia após duas semanas da primeira dose e antes da segunda dose foi de 92,6% (69,0%- 98,3%). Estudos de vida real, demonstraram elevada efetividade vacinal, seja para trabalhadores de saúde da linha de frente (80% após a primeira dose e 90% após a segunda contra infecção pelo SARS-CoV-2), idosos acima de 70 anos (redução do risco de internação hospitalar de cerca de 80% e de risco de óbito pela covid-19 de 85%), ou na população geral (97% contra casos sintomáticos, necessidade de internação ou morte pela covid-19). Considerando dados de eficácia e de efetividade, demonstrando elevada proteção para formas graves da doença com a primeira dose bem como redução na transmissibilidade dos indivíduos vacinados com a primeira dose, os estudos de imunogenicidade demonstrando maior resposta de anticorpos com o uso do intervalo aumentado entre as doses (12 semanas vs 21 dias), as projeções de modelagem matemática indicando redução do número de casos, internações e óbitos com a ampliação do intervalo, visando aumentar a parcela da população vacinada com pelo menos 1 dose, respaldado ainda pelas discussões realizadas no âmbito da Câmara Técnica Assessora em Imunização e Doenças Transmissíveis (Portaria nº 28 de 03 de setembro de 2020), o Programa Nacional de Imunizações opta por, neste momento, adotar o esquema de duas doses da vacina COVID-19 Pfizer/Wyeth com intervalo de 12 semanas. Este é um produto para pessoas com mais de 12 anos (a nível Brasil, atualmente, apenas para maiores de 18 anos), utilizado por aplicação Intra-muscular, com volume de dose de 0,3ml, intervalo adotado de 12 semanas em nível nacional (10 semanas no estado do Rio Grande do Sul a partir de 14/07/2021), conservação entre 2ºC e 8ºC após descongelada, com validade rotulada ou de 6 horas após a abertura do frasco de 6 doses.

 

A pessoa vacinada expõe-se aos riscos dos eventos adversos do produto, podendo esses serem consultados na bula do mesmo, como os demais medicamentos e vacinas em uso no país (https://www.pfizer.com.br/sites/default/files/inline-files/Comirnaty_Profissional_de_Saude_11.pdf). O benefício da vacinação é a soroconversão para aquisição de imunidade contra Covid-19, conforme o descritivo do estudo realizado, mencionado anteriormente.

 

4) Vacina covid-19 (recombinante) – Janssen

A vacina covid-19 (recombinante) da Farmacêutica Janssen na composição por dose de 0,5mL contém Adenovírus tipo 26 que codifica a glicoproteína spike SARS-CoV-2, produzido na linha celular PER.C6 TetR e por tecnologia de DNA recombinante, não inferior a 8,92 log10 unidades infecciosas (Inf.U), na apresentação de frasco-ampola multidose de 2,5mL (5 doses). Possui administração intramuscular e é utilizada em dose única de 0,5 mL (contendo 5 x1010 partículas virais), o que é uma vantagem em relação às demais vacinas disponíveis atualmente no Brasil. O estudo clínico de fase III incluiu aproximadamente 40.000 indivíduos sem evidência de infecção prévia pelo SARS-CoV-2, com idades entre 18-100 anos, e avaliou a eficácia vacinal em prevenir a covid-19 sintomática, moderada a grave/crítica e confirmada laboratorialmente. Dados preliminares indicam que a eficácia global foi de 66,3% (IC95% = 57,2%-72,4%) após ≥14 dias da vacinação com dose única, sendo que uma eficácia de ≥63% foi observada em diferentes categorias por idade, sexo, raça/etnia e entre aqueles com comorbidades. Ademais, houve variação da eficácia geograficamente, sendo de 64,7% (IC95% = 54,1%-73%) no Brasil – onde 69,4% dos participantes que fizeram sequenciamento genético apresentavam infecção pela linhagem P.2 -, de 52% (IC95% = 30,3 – 73,1%) na África do Sul (onde 94,5% dos casos sequenciados apresentavam a variante 20H/501Y.V2) e de 74,4% nos Estados Unidos (onde 96,4% dos sequenciados possuíam a variante D614G). Não houve identificação das linhagens B.1.1.7 ou P1 no estudo. Em relação à capacidade da vacina em evitar hospitalizações, a eficácia estimada foi de 93,1% (IC95% = 71,1%- 98,4%) ≥14 dias da vacinação; sendo que após ≥28 dias, não houve hospitalizações no grupo vacinado (eficácia estimada em 100%, IC95% = 74,3%-100%). A eficácia contra mortalidade global foi de 75% (IC95% 33,4%-90,6%), não sendo detectada nenhuma morte associada a covid-19 no grupo vacinado (contra 7 no grupo placebo). Além disso, dados preliminares sugerem que possa haver proteção vacinal também contra infecções assintomáticas, pois 0,7% dos que receberam a vacina e que não apresentaram sintomas apresentaram soroconversão para uma proteína não-S versus 2,8% no grupo placebo (eficácia estimada de 74,2%; IC95% = 47,1%-88,6%). Quanto à segurança e à reatogenicidade vacinal no estudo de fase III, apesar de frequentes, a maioria dos eventos adversos foram leves a moderados e com resolução após 1–2 dias da vacinação, sendo mais frequentes entre 18-59 anos do que naqueles com idade ≥60 anos. Reações locais ou sistêmicas grau ≥3 foram mais comuns em vacinados do que naqueles que receberam placebo (2,2% contra 0,7%, respectivamente). A frequência de eventos adversos graves foi baixa (0,4%), tanto em vacinados quanto nos que receberam placebo; desses, 3 foram considerados relacionados à vacinação de acordo com o FDA (dor no local da aplicação, hipersensibilidade e reatogenicidade sistêmica).Este é um produto para pessoas com mais de 18 anos, utilizado por aplicação Intra-muscular, com volume de dose de 0,5ml, em dose única, conservação entre 2ºC e 8ºC, com validade rotulada ou de 6 horas após a abertura do frasco de 5 doses.

 

A pessoa vacinada expõe-se aos riscos dos eventos adversos do produto, podendo esses serem consultados na bula do mesmo, como os demais medicamentos e vacinas em uso no país (https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/medicamentos/bulas-e-rotulos/bulas-uso-emergencial/vacinas/vacina-covid-19-janssen.pdf). O benefício da vacinação é a soroconversão para aquisição de imunidade contra Covid-19, conforme o descritivo do estudo realizado, mencionado anteriormente.

 

Sobras de doses e nota técnica

SOBRA DE DOSES
Durante a operacionalização da campanha de vacinação contra a covid-19, não foram identificadas sobra de vacinas, visto que a população sempre procurou a Unidade Básica de Saúde. Porém, caso restassem doses, a irá seguir o Plano Nacional de Operacionalização contra covid-19, respeitando o prazo de validade, após aberto o frasco.

 

PLANO NACIONAL DE OPERACIONALIZAÇÃO
“Ao final do expediente e considerando a necessidade de otimizar doses ainda disponíveis em frascos abertos, a fim de evitar perdas técnicas, direcionar o uso da vacina para pessoas contempladas em alguns dos grupos priorizados no 104 Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a covid-19. NÃO DEIXE DE VACINAR!! NÃO DESPERDICE DOSES DE VACINA!!” Plano Nacional de Operacionalização contra covid-19. (p.103, 5ª edição)

 

Vacinômetro

 

a

 

 

Plano de ação municipal

 

Plano de vacinação

 

Ordem dos grupos prioritários e quantidade de vacinados

Levando-se em conta o que foi apresentado, o município seguiu as diretrizes estabelecidas pelo Programa Nacional de Imunizações, conforme solicitado, as priorizações determinadas na CIB nº 163/2021, Art. 1° avançar para as idades imediatamente inferiores da faixa etária, de forma gradual, ano a ano.”

 

GRUPOS PRIORITÁRIOS VACINADOS
TRABALHADORES DA SAÚDE
IDOSOS COM MAIS DE 85 ANOS
80 – 84 ANOS
75 – 79 ANOS
70 – 74 ANOS
65 – 69 ANOS
60 – 64 ANOS
50 – 59 ANOS COM COMORBIDADES
40 – 49 ANOS COM COMORBIDADES
30 – 39 ANOS COM COMORBIDADES
18 – 29 ANOS COM COMORBIDADES
TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO – REDE MUNICIPAL
TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO – REDE ESTADUAL
FORÇAS DE SEGURANÇA E SALVAMENTO
CAMINHONEIROS
TRABALHADORES DA INDUSTRIARIOS
57 – 59 ANOS – POPULAÇÃO GERAL
55 – 56 ANOS – POPULAÇÃO GERAL
50 – 54 ANOS – POPULAÇÃO GERAL
49 – 49 ANOS – POPULAÇÃO GERAL
40 – 44 ANOS – POPULAÇÃO GERAL
35 – 39 ANOS – POPULAÇÃO GERAL
30 – 34 ANOS – POPULAÇÃO GERAL
12 – 17 ANOS COM COMORBIDADES
25 – 29 ANOS – POPULAÇÃO GERAL
18 – 24 ANOS – POPULAÇÃO GERAL

 

Informações sobre a vacinação

Primeira Dose

– Pessoas que estão na idade contemplada: documento de identidade – RG, CPF ou Cartão SUS;

– Caderneta de vacinação.

 

Segunda dose

– Documento de identidade – RG, CPF ou Cartão SUS;

– Caderneta de vacinação com registro da primeira dose.

 

Unidades

UBS Miraguaí – Rua Santos Dumont, S/N, Bairro Esperança, Miraguaí – CEP 98540-000

Globo terrestre, com os dados da covid-19 no brasil e no mundo.

Veja os casos confirmados, mortes e novos casos no brasil e no mundo.

Painel Coronavírus

Painel do surto de vírus COVID-19 no Brasil criado pelo Ministério da Saúde

Detalhamento de Casos do coronavírus no Brasil.

Veja as cidades com pessoas infectadas, segundo dados oficiais das secretarias estaduais de saúde.

Serviços online

Confira os aplicativos e sites para facilitar sua vida durante a quarentena.

Tem Açúcar
Psicologia Viva
+ Caren
Save Livez

Prevenção ao CONTÁGIO

O que você precisa saber e fazer para prevenir o contágio:

Lave as mãos com frequência.

Lave as mãos com frequência.

Evite tocar olhos, nariz e boca.

Evite tocar olhos, nariz e boca.

Não compartilhe objetos como talheres, pratos e copos.

Não compartilhe objetos como talheres, pratos e copos.

Ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço ou com o braço.

Ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço ou com o braço.

Evite aglomerações.

Evite aglomerações.

Mantenha os ambientes ventilados.

Mantenha os ambientes ventilados.

Se estiver doente, evite contato físico com outras pessoas e fique em casa até melhorar.

TRANSMISSÃO

As investigações sobre as formas de transmissão do coronavírus ainda estão em andamento, mas a disseminação de pessoa para pessoa, ou seja, a contaminação por gotículas respiratórias ou contato, está ocorrendo.

Gotículas de saliva.

Gotículas de saliva.

Espirro

Espirro

Tosse

Tosse

Toque ou aperto de mãos.

Toque ou aperto de mãos.

Objetos ou superfícies contaminadas.

Objetos ou superfícies contaminadas.

Catarro.

Catarro.

SINTOMAS

Os sinais e sintomas da covid19 ,são febre associada a sintomas respiratórios (tosse, coriza, dificuldade de respirar, dor de garganta).

Febre

Febre

Tosse

Tosse

Coriza

Coriza

Dor de garganta

Dor de garganta

Dificuldade respiratória

Dificuldade
respiratória

FAKENEWS

MANTENHA-SE INFORMADO

Para evitar que mentiras sobre o coronavírus (Covid-19) se espalhem, confirme se as mensagens são verdadeiras antes de repassá-las.


Acesse saude.gov.br/fakenews/coronavirus

Lá, você encontrará respostas oficiais e atualizadas.

Caso não encontre sua dúvida no site, envie uma mensagem para o WhatsApp: (61) 99289-4640WhatsApp: (61) 99289-4640.

BAIXE O APP CORONAVÍRUS - SUS

O Ministério da Saúde lança o app Coronavírus-SUS com o objetivo de conscientizar a população sobre o Corona Vírus COVID-19.

Google Play
AppStore

NOTÍCIAS

Portal Transparecia

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ACOMPANHE-NOS

UNIDADES FISCAIS

Fique por dentro dos índices - ver todas

Nenhuma unidade fiscal cadastrada no momento!

Versão do sistema: 2.0.0 - 26/01/2023

Portal atualizado em: 01/02/2023 15:18:23

Prefeitura Municipal de Miraguaí - RS.
Usamos cookies para melhorar a sua navegação. Ao continuar você concorda com nossa Política de Cookies e Políticas de Privacidade.